SPUrbanuss

Quem Te Move, Amanda Alcedino: Articular sonhos e ser inspiração a novas profissionais

10/07/2019

#QuemTeMove – Amanda Alcedino: Articular sonhos e ser inspiração a novas profissionais

Uma década dedicada a profissão de motorista. Conheça um pouco sobre Amanda Alcedino, motorista da MobiBrasil – SP

Fonte: Parceiros do Transporte 
 

#QuemTeMove – Amanda Alcedino: Articular sonhos e ser inspiração a novas profissionais


FABIO TRINDADE

Articular sonhos é fundamental para as conquistas e realizações para qualquer pessoa. Mas quando o articular é levado ao pé da letra, tipo dirigir um ônibus articulado?

Este era um dos sonhos da motorista Amanda Alcedino, 40 anos, mãe de 2 filhos, filha dedicada e que em seu novo sonho, quer ajudar outras mulheres a fazer parte do sistema de transporte coletivo.

Cheia de bons adjetivos, Amanda abre espaço para contar um pouco da sua historia no 4° Episódio da série Quem Te Move.

Parceiros do Transporte: Como começou sua carreira no sistema de transporte coletivo da cidade de São Paulo?

Amanda: Comecei sendo motorista folguista em uma cooperativa a convite de um amigo. O tempo foi passando e cada vez mais gostando da profissão. Me encantava ver os ônibus articulados, meu sonho era dirigir e trabalhar com um ônibus daquele. Aquilo que era um sonho, hoje, é minha realidade de todos os dias.

Parceiros do Transporte: Como você enxergava essa questão do sonho de dirigir este tipo de veículo?

Amanda: Um desafio a ser cumprido. A primeira vez que entrei em um veículo desse, foi uma emoção muito forte. Foram 15 dias de treinamento, sendo a primeira a chegar e a última a sair. Quando fiz linha então, nossa… a felicidade transbordava pelos olhos junto com sorrisos bobos. Me sinto realizada todos os dias.


 

Parceiros do Transporte: Para você, o que é ser motorista?

Amanda: Ser motorista não é apenas uma profissão. Amo o que faço. Algo que busco executar com muito carinho, dando o melhor de mim, independente dos problemas, desavenças e chateações que passamos no dia a dia. Acredito que quando você faz aquilo que você gosta e ama, consegue fazer com que seu dia fique melhor. A gratificação de fazer o que gosta, é ter o reconhecimento das pessoas que transporto todos os dias.

Parceiros do Transporte: Quais os sonhos da Amanda?

Amanda: Tenho 2 tipos de sonhos. O mais pessoal, é ter meu próprio negócio. não que a profissão não me agrade, pois é um sonho… mas isso é algo que carrego comigo a muito tempo. Agora, dentro do sistema, também tenho meu sonho, apesar de ter realizado como motorista de ônibus articulado. Meu sonho é ajudar a formar novas motoristas (mulheres). Tenho essa imensa vontade de trabalhar para formar novas profissionais. Me dedicar a outras mulheres que podem ter o dom de ser motorista, mas ainda não descobriu ou não possui estimulo para conquistar seus objetivos e vontades.

Parceiros do Transporte: Em todos estes anos dedicados a profissão, o que você carrega como uma grande conquista?

Amanda: As amizades que conquistei durante todo esse tempo. Todas as pessoas que passaram pela minha vida são especiais para mim, com meu carinho respeito e admiração… Mas aqui, gostaria destacar 4 delas. Pessoas grandiosas que me ajudaram, me incentivaram e me espelho nelas todos os dias. Quero começar pelo Renato, que trabalha na SPTrans e é um profissional excelente, um ser humano maravilhoso, resolvendo toda e qualquer situação com extremo bom senso, com um caráter inabalável. Não é apenas um amigo meu, mas sim, da minha família.

Renato Carlos, funcionário da SPTrans

 

Quero destacar essas mulheres, pessoas as quais admiro, me incentivam e me ajudam. Talvez elas nem saibam deste fator. Porém, pego um pouquinho de cada uma delas para mim. Procuro ser como elas da melhor forma.

Como a alegria e o comprometimento da Luciana, que trabalha na linha 609J – Aeroporto X Metrô São Judas:


O jeito extrovertido e sincero da Sirlene, que trabalha na linha 607C – Jd. Miriam X Itaim Bibi:


A delicadeza e sabedoria da Irene, que costumamos chamar de Ika… trabalha na 509M – Jd. Miriam X Term. Princesa Isabel:

 

 

Esse destaque é uma maneira singela de dizer: “Obrigada meninas, tenho orgulho de vocês”.

Parceiros do Transporte: E um fato ou acontecimento que te marcou durante esse período?

Amanda: Existe muita coisa, mas tem algo que preciso falar. Foi um momento em que participei de um evento no Centro Paraolímpico, onde tive o prazer e o privilégio de trabalhar com estes atletas, conduzindo para os diferentes setores do local, como locais de treinamento, refeitório e hotel, por exemplo. Como são alguns dias de evento, acaba criando um vinculo entre os atletas, que são pessoas maravilhosas. Uma dessas pessoas era uma menina, portadora de necessidades especiais e cadeirante que estava acompanhada pela mãe, e queria ser conduzida pelo carro da Tia Amanda. Ela esperava por mim e fazia questão de ir no ônibus que eu conduzia. No último dia de evento, ela me pediu carinhosamente um abraço. Fui até ela para dar esse abraço, quando ela me disse que também queria ser motorista. Isso para mim, é um orgulho. Algo que carrego no meu coração, pois se trata de algo lindo, ela olhar com tanto carinho e amor e me dizer que queria ser motorista. Isso significa que ela me viu de uma forma muito bonita, amou o meu trabalho e que em algum momento, passei algo de bom a ela. Como mulher e profissional, faz com que me sinta cada vez mais especial com esses acontecimentos.

Parceiros do Transporte: Em um dos maiores sistemas do mundo como o de São Paulo, na sua opinião, o que falta para que possamos com mais mulheres no sistema de transporte da cidade?

Amanda: Acredito que falta um preparo exclusivo para as mulheres que querem seguir a profissão. Temos uma boa quantidade de mulheres no sistema, em diversos cargos e setores que precisam de uma atenção especial para que venham a se tornar motoristas. As mulheres são diferentes, mais cuidadosas, dinâmicas e com força de vontade. Porém, ainda passamos por muitos preconceitos e isso faz com que muitas mulheres fiquem intimidadas em uma prova ou um teste… até uma CNH mesmo, não aplicando ali o seu melhor. Temos muitas mulheres como chefe de família, como é o meu caso, sustentando meus filhos e minha mãe como um todo. Que esperam uma única oportunidade e um estímulo para fazer o seu melhor, cumprir com suas obrigações e ainda, podendo fazer o que gosta. Talvez ter uma instrutora mulher, seria um primeiro passo primordial para que tenhamos mais mulheres no volante. Dedicar ações especiais as mulheres também são de extrema importância. A MobiBrasil é exemplo disso. Seja pela quantidade de mulheres em seu número de funcionários, como também pela atenção dedicada se comparada as demais empresas.

Parceiros do Transporte: Qual recado você deixaria para as pessoas que vão acompanhar um pouco da sua historia?

Amanda: Acho que algo que me deixaria muito feliz, é um dia poder encontrar com alguém que diga que minha história serviu como inspiração, de maneira positiva. Que a minha historia e meu cotidiano, reflita nas pessoas com o intuito de incentivar e conquistar suas metas, principalmente no sistema de ônibus. Minha intenção é mostrar que tudo é possível, independentemente de existir lados bons e ruins. Que tudo que falo e faço, possa vir a plantar uma sementinha de esperança e de conquista nas pessoas.



 
 

Mais do que noticiar a historia de pessoas que movem o transporte, queremos também que elas sirvam de inspiração para as demais. Para nós, é uma honra poder relatar um pouco de uma história tão vitoriosa, cheia de sonhos e com tantas boas intenções.

Esperamos contar com seu sorriso sempre! Independente de qualquer situação.

Parabéns Amanda. Você faz o sistema de ônibus cada vez melhor.

 

O SINDICATO

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo – SPUrbanuss é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que congrega as empresas concessionárias responsáveis pelos serviços de transporte de passageiros por ônibus do Município de São Paulo.

CONTATE-NOS

Rua Helena, 218 - 11º Andar
São Paulo - SP
CEP: 04552-050

Fone: 5186-5500